O Estampado Geométrico é Tendência
O Estampado Geométrico é Tendência

Vivemos na era das estampas. Aqueles que já renegaram as estampas por considerá-las brega, hoje misturam entre si e em todas as horas do dia, sem medo dos possíveis comentário e olhares curiosos.

Nesta temporada o estampado chave tem nome matemático, mas também artístico: geométrico, que já no verão envolveu muitos fashionistas. (Não se apresse se não for do seu agrado, você pode sempre recorrer ao clássico xadrez, as flores ou os motivos orientais).

Empresas como Miu Miu, Kenzo, Moschino e Prada apresentaram em todas as suas formas e versões: psicodélico, triangular, listrado, com ondas… Em trajes tanto de jaquetas com saias como com pantalonas, mas sim, apenas admitem a mistura de diferentes estampas. Se desejarmos um look dez, o melhor é optar por camisas lisas.

Diga-me como você é e como você usá-lo…

Embora, a priori, pareça fácil de usar, se quer acertar você vai ter que levar em conta as seguintes premissas:

  • Se você é uma mulher com curvas, o ideal é apostar nas jaquetas, camisas ou tops, já que não é excessivamente lisonjeiro.
  • Se, pelo contrário, você não é muito alta, o melhor é usar minissaias, calças curtas ou macacões curtos.
  • E se você preferir dosar, nada melhor que optar por acessórios como lenços para não destoar.

Arte com “maiúsculas”

O estampado geométrico nasceu na década de sessenta, copiados diretamente da arte de mesmo nome, que começou no início dos anos vinte do século passado. No entanto, já na antiga Grécia e Roma e no mundo islâmico, se realizavam obras de arte com estes motivos. Seu maior expoente foi Wassily Kandinsky.

Seu salto para o mundo da moda veio das mãos de Yves Saint Laurent, que na década de sessenta apresentou um original vestido inspirado em um dos quadros de Piet Mondrian.