Sapatilhas: Consequências do seu Uso Constante
Sapatilhas: Consequências do seu Uso Constante

Quando um sapato se torna moda, todas usam, e mais ainda, se resulta confortável e versátil. Este é o caso das sapatilhas, essas sapatilhas planas que combinam com absolutamente quase tudo o que usamos.

Bem, ser confortável e muito usável não é sinônimo de segurança e saúde. O uso constante das sapatilhas pode acarretar problemas significativos em nossos pés.

Problemas Causados Pelo Uso Constante das Sapatilhas

Muitas mulheres acreditam que, por ser um sapato baixo, as sapatilhas são muito mais saudáveis do que os saltos altos, mas esta é uma percepção muito errada.

As sapatilhas, ao serem totalmente planas e com solas muito finas, oferecem pouco ou nenhum amortecimento, e são incapazes de absorver o impacto ao caminhar, nem tampouco apoiam o arco.

Quando as sapatilhas são usadas durante um período prolongado de tempo, não apenas os pés começam a doer, mas também outras partes do corpo.

Os sapatos com solas finas que não têm suporte para o arco, com o tempo podem fazer com que os pés se voltem para dentro, esticam os ligamentos e os tendões, e aí é quando se gera a dor desde os pés até os joelhos e, possivelmente, até o quadril.

As mulheres que usam habitualmente as sapatilhas, são mais propensas a sofrer uma condição chamada fascite plantar, que causa dor intensa e uma sensação de queimação na parte inferior dos pés, por isso é difícil caminhar.

Outros problemas que são associados com o uso contínuo das sapatilhas são a tendinite, fraturas por estresse, inflamação e dor nas articulações, sem contar o risco de encravar uma unha, cravar um prego ou outro objeto potencialmente perigoso, capaz de atravessar a fina sola.

Isso não significa que devemos banir as sapatilhas do nosso armário, mas que convém ter mais cuidado no momento de usá-las, assim como ao comprá-las. Se algumas sapatilhas são tão macias que você pode dobrá-las e colocá-las em sua bolsa, certamente não se trata de um calçado seguro para os pés, pelo menos não durante longos períodos de tempo.

As sapatilhas são um calçado, de certa forma, de emergência, e não um principal. E sempre têm que ter uma boa sola, ser de um material resistente e oferecer o máximo de conforto e suporte para o pé.