As Melhores Coleções Alta Costura Primavera 2015
As Melhores Coleções Alta Costura Primavera 2015

Pertencer ao seleto grupo de designers da alta costura não é uma tarefa fácil, muito menos é entrar para o CHambre Syndicale de la Haute Couture (Câmara sindical da alta costura), uma organização altamente regulamentada, encarregada de determinar quais são as casas de moda autorizadas para exibir suas coleções na prestigiada Semana da Alta Costura de Paris.

Contar com um atelier parisiense dedicado exclusivamente a confecção de peças feitas a mão, por 15 pessoas e presentar cada temporada um mínimo de cinquenta criações inéditas, são algumas das exigências que os designers devem cumprir para poder expor suas mais requintadas obras sobre a passarela francesa. Requisitos que são cumpridos por marcas como: Chanel, Giambattista Valli, Christian Dior, La Perla, Stéphane Rolland, Azzaro, Elie Saab, Versace, Viktor & Rolf, Valentino, Jean Paul Gaultier, entre outras.

Peças dotadas de trabalhosos detalhes, cores cintilantes e uma extraordinária reunião de texturas. compõem os pilares das coleções de alta costura Primavera-Verão 2015.

Confira o melhor da Alta Costura Primavera-Verão 2015:

Chanel Alta Costura Primavera-Verão 2015

Chanel Alta Costura Primavera-Verão 2015

Chanel. Um jardim mágico de flores bucólicas e cores brilhantes deu boas vindas ao repertório da marca duplo C. Romantismo, feminilidade e inocência, são os adjetivos que definem da melhor maneira a proposta de Karl Lagerfeld.

Os trajes de tweed embelezados com detalhes de cristais e paetês, em silhuetas compostas por jaquetas personalizadas, croppeds e saias trançadas em “A”. evocam o clássico da maison Chanel. Os novos ares da modernidade impostos por Lagerfeld se visualiza em amplas saias e vestidos, adornados com flores em organza, tule e PVC, dispostos em efeitos tridimensionais.

Christian Dior Alta Costura Primavera-Verão 2015

Christian Dior Alta Costura Primavera-Verão 2015

Christian Dior. Evocando o romantismo dos anos 50, a sensualidade dos anos sessenta e os sentimentos revolucionários dos anos setenta, Raf Simons conseguiu compor uma coleção que, embora eclética, se situou entre as melhores da última versão da Semana da moda da Alta Costura.

Brilhantes mini-vestidos de forma reta e exemplares recortados em mood cut-out se complementam perfeitamente com botas de couro. Macacão pintados como autênticos lenços Op-Art e bustos repletos de paetês, recordam os felizes tempos da música disco.

Stéphane Rolland Alta Costura Primavera-Verão 2015

Stéphane Rolland Alta Costura Primavera-Verão 2015

Stéphane Rolland. Pode ser que o seu nome não seja tão bombástico como Chanel, Dior ou Valentino, mas a maestria de Stéphane Rolland é altamente conhecida na cena da alta costura.

O crepe e a perfeição de seu movimento constitui a pedra angular da coleção Stéphane Rolland Haute Couture Primavera-Verão 2015. Preto, branco, mocha, nude, prata e dourado sobre peças assimétricas, corretamente construídas e babados adicionados em grandes dimensões, fluem com sublime elegância.

Elie Saab Alta Costura Primavera-Verão 2015

Elie Saab Alta Costura Primavera-Verão 2015

Elie Saab. A marca da soberba elegância segue sendo propriedade do designer libanês. Com peças que fazem fronteira com a perfeição e que parecem flutuar como espuma de mar, Elie Saab reforça sua presença no mercado da alta costura.

Notas de genuína influência da primavera, se apreciam em vestidos trabalhados com deliciosas fibras de seda, renda, tule e organza, enobrecidas com aplicações de pedras e exóticas plumas. Vestidos de cores “empoeiradas” como o champanhe, rosa e pêssego evocam o amanhecer de um jardim florido, as peças em preto, verde e cinza perolado, insinuam o acaso em meio a uma floresta encantada.

Atelier Versace Alta Costura Primavera-Verão 2015

Atelier Versace Alta Costura Primavera-Verão 2015

Atelier Versace. Fiel a sua estampa ultra sensual, Donatella Versace propõem um repertório extremamente ousado. Realçar e celebrar a silhueta feminina é o impertativo da nova coleção Atelier Versace Haute Couture Primavera-Verão.

Macacão de ar da alfaiataria e vestidos justos ao corpo como uma segunda pele, extremam sua ousadia por meio de notáveis recortes assimétricos dispostos cuidadosamente sobre os decotes, influências pop-rock contemporâneo mas com sofisticação da etiqueta Versace, dão como resultado poderosos looks com longas saias em mood skater justas a cinturas com cintos de fivelas de metal.

Valentino Alta Costura Primavera-Verão 2015

Valentino Alta Costura Primavera-Verão 2015

Valentino. O amor em sua expressão mais genuína e imagens da Rússia de antigamente fluem nas vertentes da coleção da casa Valentino.

Bordados de fio de ouro e correntes de cristais justaposta sobre túnicas pintadas a mão, tornam-se uma constante nas propostas de Valentino e as referências folclóricas de vislumbres étnicos estavam enraizados com força. Nessa ocasião, é a riqueza cultural da Rússica que lotam os longos vestidos e jaquetas de veludo. O refinamento do balé russo inspira maxi vestidos elaborados com leves sedas que envolvem a mulher para transformá-la em um ser etéreo, de aparência quase celestial.

Jean Paul Gaultier Alta Costura Primavera-Verão 2015

Jean Paul Gaultier Alta Costura Primavera-Verão 2015

Jean Paul Gaultier. Há alguns meses atrás o designer francês anunciou sua retirada da cena ready-to-wear para abocar-se 100% a sua linha haute couture. Decisão absolutamente plausível se você ver o seu mais recente trabalho. Nele, a essência Gaultier respira em cada alinhavo.

Teatralidade, irreverência e ironia características de Jean Paul Gaultier são refletidos em roupas que desafiam as tradicionais concepções de trajes de noiva. A coleção num total de sessenta look, presta homenagem a noiva contemporânea. O smoking, bustier e o espartilho próprio de Gaultier são capazes de adaptar-se a trajes de noivas pigmentados em cores cobreadas, verdes e claro a combinação preto e branco.

Zuhair Murad Alta Costura Primavera-Verão 2015

Zuhair Murad Alta Costura Primavera-Verão 2015

Zuhair Murad. O designer libanês é capaz de transformar o sonho em realidade. Com uma paleta de cores marcada pela presença de tons aquosos e intensos amarelos, Murad se volta para uma coleção catalogada como um sonho de primavera.

Cristais e pedras brilham com sutileza sobre vestidos dispostos com belos buquês de flores. Peças com decotes sugestivos fronais e ousadas aberturas em mood thigh-hig, são realizados através da técnica de peplum. Decotes em forma de coração, outros cobertos por babados de tule e selados com transparências, seguem fluindo em vestidos justo culminados com saias ultra esvoaçantes.