O Melhor De MBFW México | Outono-Inverno 2013
O Melhor De MBFW México | Outono-Inverno 2013

A Mercedes-Benz Fashion Week México é como sempre um evento interessante, e a cada ano que passa fica cada vez melhor. Embora de acordo com o estudo realizado pela Global Language Monitor, o México não se qualifica dentro das cidades top de moda internacional, o trabalho da indústria têxtil mexicana está dando o que falar e está ganhando a atenção mundial. Prova disso são as propostas Outono-inverno 2013 exibidas entre os dias 15 e 18 de abril recém passados. Mais de vintes estilistas locais reuniram-se na décima terceira versão de Mercedes-Benz Fashion Week México.

Nós selecionamos os melhores repertórios para mantê-la a par do que está acontecendo na moda mexicana.


David Salomón

David Salomón

O estilista nativo de Yucatán não precisa de maiores apresentações, a sua vasta trajetória como estilista da alta costura apoiam o seu presente próspero.

Sem arriscar-se demais, esta vez Salomón escolheu uma paleta cromática de branco e preto, aposta segura, uma vez que se trata de conhecimento comum sobre essa tendência. Mas, para não cair numa justaposição comum de neutros. Os luxuosos vestidos de amplas proporções, que incluem o modelo tulipa e saias corte “A”, o estilista incorporou um requintado jogo de apliques de flores, cujo o efeito 3D dotou de magnificência de uma coleção que facilmente poderia ter passado despercebida se não fosse por essa engenhosa incorporação.

Alejandra Quesada

Alejandra Quesada

Seu tempo na Europa é evidente. Alejandra Quesada, cujo nome pode ser ainda desconhecido, exibiu um trabalho jovial, cosmopolita e marcado por tendências. Intitulado “Lua de sal, lágrimas de açúcar”, Quesada apostou por um repertório eclético, em que o estampado quadriculado se misturou com prints siderais e tecidos multicores. Formas amplas, algumas roupas “segunda pele”, ricos suéteres e saias acima do joelho preveem um glorioso futuro para esta estilista.

Alejandro Carlín

Alejandro Carlín

Uma viagem imaginária para os fabulosos anos 40, levaram a Alexandro Carlín a criar uma coleção cheia de peças delicadas, sofisticadas e sobre tudo muito sedutoras.

Vestidos até o chão com sugestivas fendas nas pernas, drapeados superiores e decotes em forma de coração definem silhuetas extra femininas. A elegância em sua mais pura expressão é apreciada em nobres tecidos como cetim, seda, chiffon, renda e veludo.

Pink Magnolia

Pink Magnolia

Pink Magnolia é uma empresa absolutamente autêntica, jovem e criativa. Acostumada a surpreender por meio de ousadas propostas, o outono-inverno 2013 de Pink Magnolia tem Minnie Mouse como musa inspiradora. O resultado é não menos que perfeito, vestidos de saias compridas, incorporações de peplum, transparências, ombreiras e uma grande proporção de peles, fazem desta uma coleção que promete arrasar entre sua clientela cativa.

Menção especial as divertidas orelhinhas de Minnie Mouse e os excêntricos óculos de sol que Pink Magnolia utilizou em sua apresentação.

Pineda Covalin

Pineda Covalin

Cristina Pineda e Ricardo Covalin se inspiraram na mágica essência colombiana para preencher a passarela de cor e gráficos. Sem temer misturar todos os pigmentos de cores, a dupla de designers exibiram coloridos mosaicos e prints de flores colombianas, todos em tecidos leves como cetim, seda, algodão e pequenas proporções de couro. Leggings e macacões com grandes blusas de mangas extensas. Os esvoaçantes vestidos de cinturas definidas poe ponto final a uma coleção absolutamente plausível.

Royal Closet

Royal Closet

Sob a direção de Montserrat Oliver e Bárbara Coppel, e a fantástica criatividade de Carlos Ortega, a empresa Royal Closet exibiu o filme “As mulheres” 1939, para reinterpretá-la em peças que evocam aquela mítica época do cinema. Saias peplum, ombreiras com mangas largas e uma discreta paleta de cores que flui entre o preto, lilás, magenta e verde, permitem concluir a observação e posterior criação de roupas foi bem sucedida.

Lydia Lavín

Lydia Lavín

QUando pensamos que a mais importante das passarelas da moda mexicana replicaria tendências internacionais, só apareceu a graça de Lydia Lavín. Através de impressões autônomas refletidas em tecidos de Puebla, Lavín se maravilhou com uma coleção 100% mexicana. Nela, as cores e deliciosas formas se misturam de maneira sublime com cortes e fibras modernas como o cetim e a seda.

Julia e Renata

Julia e Renata

Julia e Renata colocaram o toque final na Mercedes-Benz Fashion Week México Outono-Inverno 2013. Tomando como fonte de inspiração o conceito de sobre modernidade e o “não-lugar” do antropólogo Marc Augé, Julia e Renata criaram um dos repertórios mais inovadores e interessantes. A estética refinada, marcada pela presença do branco e preto, com destaque nos grandes volumes e formas estruturadas e desestruturadas aplicadas em lã e seda.