O Melhor de São Paulo Fashion Week Verão 2014 | Parte I
O Melhor de São Paulo Fashion Week Verão 2014 | Parte I

Entre o dia 18 e 22 de março passado, a cidade de São Paulo foi o ponto central da moda internacional. Estima-se que mais de cem mil pessoas, entre jornalistas, empresários e fashionistas, participaram da edição Verão 2014 do São Paulo Fashion Week. Número justificado pela vantajosa posição que São Paulo ostenta dentro da lista de honra das cidades capitais da moda* (Em 2012 ficou em sétimo lugar, precedido por Roma e Milão.)

São diversos os elementos que contribuem ao bom prestígio do mercado paulista. Primeiro, a cidade conta com mais de 20 milhões de habitantes, é considerada a mais cosmopolita do Brasil, também tem um dos principais centros financeiros do mundo, fatores que influenciam a alta demanda de produtos de luxo. Além disso, a industria têxtil brasileira têm sido capaz de utilizar matérias-primas locais de forma inteligente, com uma única etiqueta e desenhos que revelam a rica influência da nossa cultura.

Quanto ao infeliz rumor que rodeia várias empresas, esse que divulgaram que grande parte das peças de roupa não seriam totalmente feitas no Brasil, como a maioria das empresas em todo o mundo, os produtos seriam feitos e concluídos na China e na índia, na ausência de renomados designers locais como Glória Coelho ou Reinado Lourenço (Fenômeno já observado em Paris com Givenchy e Cacharel). Isso tem levantado dúvidas sobre a real eficácia comercial da plataforma da moda mais importante do Brasil. Neste contexto, proporcionar espaço para talentos emergentes deve ser considerado como estratégia para superar o receio fundamentado. Ainda sim, São Paulo Fashion Week segue sendo o orgulho do mercado brasileiro.

Animale

Animale

Animale foi a empresa encarregada de inaugurar a passarela de SPFW Verão 2014. Acostumada a vangloriar-se com uma comitiva de manequins de primeira classe, Karlie Kloss abriu o caminho com a nova coleção de Animale (no ano passado, a rainha foi Rosiw huntington-Whiteley). Inspirada na fascinante ilha de Bali, a proposta de Animale mescla influências orientais com o clássico xadrez. Mistura singular, mas nas mãos de Priscila Darot e os irmãos Jathahi cobra pleno sentido.

Contes incomum que recorrem a assimetria deixam um delicioso jogo de contrastes de fibras e cores. Desigualdade elevada a tal ponto que é praticamente impossível encontrar os lados idênticos, engenhosa jogada que enriquece a proposta de Animale. Sedas, linhos, malhas e couro em tons azuis, branco, oliva, coral, preto e turquesa dominam a paleta de cores de verão de Animale.

Animale

Animale

Sensuais serpentes de metal e couro, abraçam pescoços e tornozelos de forma ultra glamourosa.

Andrea Degreas

Adriana Degreas

O conceito de moda praia de luxo tem uma dona e senhora: Adriana Degreas. A primeira vista,k dada a gritante gama cromática, o trabalho de Adriana Degreas aparenta ser extremamente simples, observação totalmente errada! Pois a coleção coleta magistralmente a elegância parisiense, com a art deco carioca e a boêmia noturna de Copacabana. A primeira saída estava marcada por biquínis pretos com listras e formas geométricas em malhas translúcidas que proporcionaram um efeito de transparência total. Logo, maiôs e biquínis com inspiração retrô incorporaram com delicadeza. Saídas de praia de que simulavam vestidos de noite resumem uma proposta marcada pelo vanguardismo, graça e finesse.

Andrea Degreas

Adriana Degreas

Sublime e originais detalhes enaltecem a coleção Verão 2014 de Adriana Degreas.

Neon

Neon

Influências étnicas do Brasil, Vietnã, China e índia foram lançadas nos esboços de Neon, empresa que através desta coleção retoma sua identidade exuberante e irreverente. Sobre sedas, cetins, lycra, shantung e crepe. Tonalidades púrpuras, amarelas, fúcsias, rosas, laranjas e claro o preto. Estampas geométricas e hindus são refletidos em maiôs, saias e calças. É evidente que Neon apresentou um dos repertórios mais interessantes da última Fashion Week.

Neon

Neon

Maxi Brincos e Maxi Colares de cores brilhantes e magníficas formas foram criados por Christopher Alexander. Obras estupendas que vem sido elogiados pelos grandes editoriais de moda.

Tufi Duek

Tufi Duek

Impecável e correto são os adjetivos que descrevem melhor o ultimo trabalho de Eduardo Pombal, diretor criativo de Tufi Duek. Deslumbrado com as obras de Pablo Picasso, o designer arrebatou rosas e azuis que adornam algumas das criações do artista espanhol. Além disso, o cubismo estava presente de forma sutil e elegante. Babados e franjas abundantes proporcionaram movimento as peças de corte na sua maioria simples, mas também teve espaço para a deformação de estruturas tradicionais mediante a sobreposição de tecidos.

Tufi Duek

Tufi Duek

Detalhes dourados tanto em unhas como no rosto não escaparam do olhar atento do público presente.

Ronaldo Fraga

Ronaldo Fraga

Futebol, o esporte que têm dado tanta alegria a nós brasileiros serviu de ponto de partida para a criação da coleção de Ronaldo Fraga. Impulsionado pelas histórias que seu pai contou durante sua infância. Fraga criou uma proposta que lembra a estética dos uniformes de futebol dos anos 30, 40 e 50. Somando também insígnias e óculos temáticos.

Recorrendo ao algodão, finas sedas e cetim, Ronaldo Fraga alcançou uma coleção “feminizada” em um universo tão vinculado ao gênero masculino. Mas o mérito vai ainda mais longe, pois o designer conseguiu criar peças perfeitamente usáveis, sem cair na temida caricatura.

 Ronaldo Fraga

Ronaldo Fraga